Encontro beneficente

novoAbelhinhas são voluntárias que  há 25 anos se reúnem na Seara para confeccionar enxovais novos para recém-nascidos, cujas famílias necessitam de apoio.

São oferecidas quase 100 peças que atendem as necessidades básicas do bebê por aproximadamente três meses. Os enxovais são distribuídos de forma TOTALMENTE GRATUITA.

Ajudar as Abelhinhas na continuidade desse  generoso trabalho é muito fácil e agradável:

Adquira já o seu convite  e participe do Encontro Beneficente!

Dia: 02 de dezembro, das 14 às 17 horas e 30 minutos.

Local: Restaurante do Hotel Park Tower

Convite: R$45,00 – disponível na Secretaria da Seara.

Campanha de arrecadação de brinquedos

novoOs jovens da Pré-mocidade iniciaram a Campanha de Arrecadação de Brinquedos que serão distribuídos a princípio, em três instituições que acolhem de crianças e adolescentes.

Os pedidos para doação foram feitos aos assistidos, trabalhadores da Seara, crianças da Evangelização Infantil e aos frequentadores em geral.

Muitos brinquedos já foram doados, mostrando o sentimento de união e solidariedade de tantas pessoas.

A data final para arrecadação é dia 02 de dezembro.

Nossos agradecimentos a todos que têm contribuído nesta demonstração de amor ao próximo!

A Pré-mocidade é uma atividade  voltada para os jovens de 12 a 14 anos. Os encontros acontecem às quartas-feiras das 20 às 21 horas.

Participe você também e convide seus amigos!                         Saiba mais: Pré-mocidade

Palestra de domingo

Todos os domingos às 10 horas há palestras com temas variados, sob a abordagem espírita.

É uma maneira  muito interessante de adquirir e de aprimorar conhecimentos.

No próximo domingo, dia 19 de novembro, teremos a palestra:

“Sexualidade, Gênero, Ideologia e Espiritismo”, com Marcelo Nazareth

Veja todas as palestras

Quer receber nossa programação de palestras por e-mail?

Faça seu pedido enviando mensagem para divulgacao@searajoannadeangelis.org.br.


Você já leu a mensagem dos Espíritos que foi publicada nesta semana? nova mensagem
Nossa Seara está sempre atenta às orientações espirituais que não nos têm faltado.
Nas reuniões mediúnicas que acontecem todas as semanas, os Espíritos generosamente as enviam, por meio da psicografia.
Leia a mensagem desta semana aqui.

Todas as mensagens aqui.

Estudo das obras de Joanna de Ângelis

Se você se interessa pelos ensinamentos de Joanna de Ângelis, ou se acha muito difícil estudar Joanna sozinho(a), venha estudar conosco. MomentosSaúdeConsciência

Estamos estudando o livro Momentos de Saúde e de Consciência.
Você é bem-vindo(a) em nosso grupo!

Todos os domingos, os nossos encontros começam às 9 horas. Participe!

Modismos no Espiritismo novo

Allan Kardec, ao fundar na França a Sociedade Parisiense de Estudos Espíritas, em 01 de abril de 1858, idealizava uma instituição eminentemente séria, para viver e divulgar o Espiritismo no seu tríplice aspecto.
Tomou o cuidado de registrar, em “O Livro dos Médiuns”, seus estatutos, para servir de sugestão e modelo aos vindouros núcleos espíritas. Aos primeiros raios do Espiritismo nascente, lança a Revista Espírita, jornal de estudos psicológicos, a fim de oferecer subsídios seguros aos adeptos da Terceira Revelação. Entretanto, na atualidade, apesar do trabalho gigantesco de Kardec, na estruturação da Doutrina dos Espíritos, muitas instituições fundadas para prática e propagação do Consolador estão perdendo o referencial.
Deixam-se dominar pelas empolgações, fantasias e os modismos de toda natureza.
Esquecem-se de que o Espiritismo possui um corpo doutrinário perfeitamente lógico e estruturado com a mais rigorosa razão e o mais aguçado bom senso, apoiado numa tríade: ciência, filosofia e religião, apontando o objetivo primordial da doutrina: a transformação moral dos que a compreendem.
Assim, infelizmente, em várias casas “espíritas”:
– Enquanto muitos se perdem nas mais exóticas atividades, deixam os estudos e as reflexes do Espiritismo para depois.
– Enquanto se preocupam, demasiadamente, em curar corpos mortais, o espírito imortal “adoece” num vazio doloroso que a doutrina, bem aplicada, poderia suprir.
– Enquanto se dedicam às terapias de vivências passadas, a vida presente fica adormecida, e a proposta de renovação desaparece no orgulho de quem foi “príncipe”, “princesa”, “embaixador’, etc…”. Lembremos Kardec: “Deixar para a ciência o que compete à ciência”.
– Enquanto colorem corpos, com a cromoterapia, a alma se desbota vitima de problemas que a mente não sabe suportar e resolver.
– Enquanto procuram os cristais, num culto mineral, o espírito fica perdido, preocupando-se com o exterior quando deveria voltar-se para si, identificando valores a serem direcionados em beneficio próprio e de outros, desenvolvendo a saudável terapia da caridade.
– Enquanto se prendem à mitologia de toda gente, entre fadas, gnomos, oráculos, pirâmides, velas, incensos, amuletos, preces “miraculosas”, imagens, etc, atrofiam a inteligência e o raciocínio: estes, quando não exercitados impedem o aprendizado real das verdades espirituais.
– Enquanto os curiosos lidam com a “sorte”, procurando os ledores da “buena dicha” ou modernamente, os profissionais do futuro na era digital, esquecem-se de que o tempo precisa ser aproveitado para que nossas boas atitudes, no hoje, produzam um porvir feliz.

Os que exploram a fé humana encontram facilidades nos corações ingênuos e nas mentes sem razão e certamente haverão de responder ante as leis divinas. Enfim, muitas destas práticas são concepções culturais, étnicas, e algumas, por este aspecto, devem ser respeitadas; mas jamais introduzidas no Espiritismo que tem objetivos bem definidos, revelados pelos Espíritos superiores e registrados no Pentateuco Espírita por Allan Kardec.
Amigos e irmãos, todos que militamos na Doutrina Espírita temos o dever de preservá-la, estudando-a primeiramente, conhecendo sua essência, seu intimo, apreendendo as verdades do mais alto, libertando-nos das fantasias e crendices que o espiritismo, como doutrina, não comporta. E a casa espírita livre destes modismos irradiará, como expressão do mais alto, o Espiritismo puro e cristalino tal como foi ofertado à humanidade.
Modismos e crendices não!
Estudo, vivência e pureza doutrinária sim!
Estes são os compromissos assumidos pelos verdadeiros Espíritas!
(Wilson Ferreira de Melo, mensagem recebida no CEAK, em 19.03.99)

E, por falar nisto, você conhece as práticas espíritas e as não espíritas?
Para saber se está atualizado sobre este assunto, acesse esta página.